Projetos

* J. G. B., 45 anos, divorciado, aposentado, possui 03 filhos.

          J. G. B., 45 anos, divorciado, aposentado, possui 03 filhos. Iniciou o tratamento no hospital Otto Krakauer devido alcoolismo, sendo que sempre retornava ao convívio familiar.

          Em maio de 2010, J. G. B., internou pelo mesmo motivo, acompanhado de um familiar, onde chegou alcoolizado, sem noção de sua doença e com comportamentos inadequados.

          O paciente foi acolhido pela equipe, dando início ao tratamento. O mesmo após algum tempo recebeu alta médica, porém não tinha para onde retornar, devido às perdas ocasionadas pelo uso abusivo de bebidas alcoólicas, incluindo o afastamento familiar.

          Depois de vários contatos feitos pela equipe de referência, e tentativas de resgate do vínculo familiar onde não houve sucesso. A equipe multidisciplinar que envolve o médico Psiquiatra, o Serviço Social, a Terapia Ocupacional, Psicologia juntamente com a Enfermagem interviram na situação e começaram a trabalhar na reconstrução de sua vida, e continuação do tratamento. Obteve-se uma casa de aluguel, e foram conseguidos através de compras e doações, utensílios domésticos e alguns móveis. J.G.B. foi então para sua nova moradia, onde até hoje se mantém abstinente, recebendo visitas da equipe. Resgatou seus valores, retornou as suas atividades de vida diária, religiosidade e atualmente participa do CAPS-AD, encaminhamento que recebeu pela equipe logo após a abertura do serviço.

Depoimentos do paciente:

“O hospital ajuda as pessoas a se livrarem do vício, e durante o momento de crise a se livrar da doença.”

“O Otto me deu vida, esperança e vontade de viver.”

“Em um ponto da internação eu pedi para ir embora, ir pra rua, mas se tivesse acontecido isso eu estaria no fundo do poço.”

“Eu acho que as pessoas deveriam conhecer melhor o hospital antes de falar alguma coisa, porque o preconceito é muito grande.”

“Hoje a minha vida está estabilizada, fui encaminhado para o CAPS-AD estou fazendo tratamento, e frequento a igreja. Eu queria mudar, mas sozinho não conseguia.”

 

* N. A. S., 30 anos, solteira, do lar, possui 02 filhos.

 

* Todos os depoimentos foram devidamente autorizados por seus autores.

Copyright © 2011, Hospital Otto Krakauer.